26 de mai de 2009

Quais são as vantagens da prótese total sobre implantes?

Um dos principais objetivos da Odontologia atual é promover tratamentos previsíveis e de ótima qualidade para o paciente. No entanto, quando reabilitado com próteses totais convencionais, há certas ocasiões que essa previsibilidade é dificultada devido a complexidade do caso e as limitações dessa modalidade de tratamento, podendo ocorrer insatisfações.
O implantes osseointegrados surgiram com finalidade de auxiliar tais casos, de modo a devolver a função, estética e fonética com sucesso. Os implantes são elementos de titânio que são fixados no osso abaixo da gengiva, servindo como base para diversos tipos de prótese, incluindo próteses totais implantosuportadas.

Entre as vantagens das próteses totais sobre implantes estão:
  • É mais previsível;
  • As próteses podem tornar-se fixas;
  • Aumento da possibilidade de sucesso;
  • Mantêm o suporte ósseo por mais tempo;
  • Melhora o conforto e estabilidade;
  • Melhora a fonação e mastigação;
  • Mantêm a estética facial e naturalidade da boca;
  • Melhora a oclusão;
  • Melhora o paladar, por não recobrirem o palato;
  • Maior durabilidade das próteses;
  • São mais confiáveis e estáveis, melhorando o fator pisico-social do paciente.

O uso de piercing na língua faz mal?


O uso de piercing nas mais diferentes partes do corpo aumenta a cada dia entre os jovens.
Um dos lugares preferidos para a introdução desse adereço é a língua.
Essas joias são confeccionadas em diferentes materiais, podendo funcionar como prováveis agentes etiológicos no desenvolvimento de traumas na cavidade bucal, principalmente na mucosa.
A língua participa da deglutição, da fonação e da gustação. Essas funções podem ser prejudicadas pela agressão provocada pelo uso do piercing.
O procedimento de colocação do piercing, bem como seu uso são fatores que acarretam riscos e consequências adversas para a saúde oral dos usuários.
Alguns malefícios que o piercing na lingua pode causar:
Fraturas de dentes, abcessos e infecções, hemorragias, HIV, Hepatite, alergias, periodontites, halitose (mau hálito), inflamação severa na língua, alteração da fala, trauma no palato, e outras conseqüências que ainda estão sendo pesquisadas.
Em recente publicação na revista da Clínica Mayo de Rochester (USA), o piercing bucal foi relacionado à endocardite infecciosa (infecção no coração).
Além disso, muito se fala do potencial carcinogênico do trauma na mucosa bucal. Já se sabe que o câncer bucal é uma doença multifatorial e que o trauma está presente em vários casos, portanto, não se pode descartar nem afirmar a existência dessa associação. Vale lembrar que hábitos nocivos, como o uso de álcool e fumo, aumentam a incidência desses malefícios.
Como proceder quando você já tiver um piercing:
- Diminuir a mobilidade do adorno: não brincar de torcer, mordiscar, girar ou tocar o piercing com as mãos, já que esses tipos de hábitos aumentam os traumas na mucosa.
- Tomar muito cuidado durante a mastigação: na hora de provar os alimentos, certificar-se de que não está mordendo o piercing, o que pode provocar desgastes ou fraturas nos dentes.
- Tirar o piercing durante a higiene bucal. Após alimentar-se, retire o adorno, escove os dentes, use o fio dental, higienize a língua e as bochechas internas com a escova e, em seguida, escove o piercing como uma prótese dentária antes de colocá-lo no local.
-Fazer bochechos com produto antisséptico. Para tanto, consulte um dentista que irá indicar a melhor marca e a dosagem diária do líquido.
É importante salientar que esses malefícios podem ocorrer mesmo que os piercings sejam colocados em locais que seguem rigorosas normas sanitárias. Portanto, os jovens devem ser orientados no sentido de não utilizarem esse adorno em razão de suas implicações já conhecidas.

Tártaro mata?

Às vezes somos surpreendidos por perguntas inusitadas, sobre assuntos que, se não bem esclarecidos, podem gerar insegurança. Um velho amigo me encontrou a alguns dias, desesperado, por que tinha ouvido falar que tártaro matava! Sua ansiedade me tocou, e me inspirou a escrever neste espaço sobre isso.
Afinal, tártato mata? NÃO! Mas então meu amigo ouviu falar isso porque? Será que alguém inventou isto pra assustá-lo? Não, acho que ninguém seria malvado a este ponto.
De fato, existem evidências atuais que associam doença periodontal (o tártaro geralmente é causa da doença) a doenças do coração, complicações em recém nascidos, derrame cerebral e infecções pulmonares. Mas, atenção, existe uma possível ASSOCIAÇÃO, NÃO QUER DIZER QUE O TÁRTARO É A CAUSA dessas outras doenças. Vale lembrar também que a doença periodontal é uma das principais causas de perda de dentes em adultos, além de "deixar o dente grande" em muitos casos.
Veja abaixo, o que é um dente e uma gengiva doente. Perceba em A que tem uma "meleca" grudada e espalhada no dente, e por baixo, uma crosta. A meleca é a placa bacteriana, que voce pode eliminar com sua escova. A crosta é o tártaro, e este sua escova não consegue tirar. Para eliminar o tártaro o dentista utiliza instrumentos específicos. O interessante é que o tártaro um dia já foi placa, que se calcificou ("endureceu"). Portanto, se você conseguir eliminar a placa antes desta "endurecer", dificilmente você terá tártaro. Em B os mesmos dentes após duas sessões de raspagem, alisamento e profilaxia profissional com um cirurgião dentista. Repare que o dente do meio já está "maior" que o normal, isto acontece porque a gengiva "foge" do tártaro, que é uma agressão para ela.

Por isso, fique atento,a higienização é a chave para se prevenir! Olhe seus dentes no espelho na hora de escovar a boca pra ver se tem "meleca" grudada nele, passe a lingua neles, eles deveriam estar lisos, seja sincero consigo mesmo!

25 de mai de 2009

Quais os perigos que a fumaça do cigarro representa para a saúde bucal?




O uso crônico de tabaco é considerado um fator de risco para uma série de doenças orais. Toda forma de uso de tabaco é comprovadamente prejudicial à saúde do homem e especialmente da boca. O consumo de cigarros, charutos ou produtos de tabaco mascado pode causar prejuízo à saúde bucal. A maioria das pesquisas encontradas na literatura é relacionada ao uso de tabaco na forma de cigarros.

 Entre os principais danos à boca causados pelo fumo estão o câncer bucal, a doença periodontal e a halitose. O fumo também causa manchas nos dentes, língua e mucosas, deixando a boca com manchas escuras denominadas melanose do fumante. As defesas do organismo ficam diminuídas, tanto sistêmicas quanto locais, prejudicando a cicatrização de feridas e a osseointegração de implantes dentários.

24 de mai de 2009

Será que há como eliminar a linha escura perto da gengiva da minha prótese fixa?


Um fato que às vezes incomoda os pacientes portadores de coroas dentárias do tipo metalocerâmica na região anterior é a presença de um escurecimento da borda da restauração perto da gengiva, devido a presença do metal, o qual é muito importante para dar reforço e resistência mecânica à coroa. Os dentistas tentam esconder essa cinta metálica na margem da gengiva, mas com o passar do tempo essa margem pode sofrer uma pequena retração e a cinta metálica se tornar visível, o que acaba incomodando o paciente em relação a estética do seu sorriso. O que poucos pacientes sabem é que atualmente existem excelentes sistemas cerâmicos que não utilizam o metal como estrutura de reforço. Esses sistemas não apresentam o inconveniente da presença dessa cinta, pois sua estrutura interna é “branca”, o que a torna mais estética. É importante lembrar que o surgimento e evolução desses sistemas livres de metal ainda não substituem os sistemas metalocerâmicos em todos os casos, portanto cada situação deve ser avaliada individualmente para que seja indicado a melhor opção de tratamento para o paciente.

O que é o cancer da boca?


É um tipo de câncer que geralmente ocorre nos lábios (mais freqüentemente no lábio inferior), dentro da boca, na parte posterior da garganta, nas amígdalas ou nas glândulas salivares. É mais freqüente em homens do que em mulheres e atinge principalmente pessoas com mais de 40 anos de idade. O fumo, combinado com o excesso de bebida alcóolica, é um dos principais fatores de risco. No caso de câncer de lábios, a exposição ao sol é o principal fator, seguido do fumo.
Como aparece?
O câncer de boca geralmente aparece como uma úlcera (ferida) que no início não dói, não cicatriza e cresce continuamente. Também pode se apresentar como alteração de cor e aumento de volume.

Como é feito o diagnóstico?
A principal forma de se detectar precocemente o câncer bucal é pelo auto-exame da boca. Quando qualquer alteração for encontrada, deve-se procurar o cirurgião-dentista que irá avaliar a necessidade da realização de uma biópsia para a confirmação, ou não, do diagnóstico.

Como é o tratamento?
Após diagnóstico realizado pelo cirurgião-dentista, o paciente será encaminhado para o tratamento oncológico, que é feito basicamente por meio de cirurgia, associada ou não a radioterapia e quimioterapia.

Como prevenir?
• Deixe de fumar;
• Evite bebibas alcoólicas;
• Proteja-se dos raios do sol;
• Elimine fatores traumáticos na boca;
• Alimente-se de maneira saudável;
• Execute o auto-exame periodicamente;
• Procure o cirurgião-dentista se encontrar qualquer alteração em sua boca.
Auto-exame da boca
Todas as regiões da boca devem ser examinadas. Procure um espelho em um local bem iluminado e verifique:
• Lábios;
• Língua;
• Aassoalho (embaixo da língua);
• Gengivas;
• Mucosa jugal (bochecha);
• Palato (céu da boca);
• Tonsila ou amígdala.
O Câncer de boca tem cura?
Sim, se diagnosticado no início e tratado de maneira adequada. A melhor maneira de rever ter a situação é com a informação e o auto-exame.

O que é halitose?


Etimologicamente a palavra halitose é formada por “hálitos” que significa ar expirado e “osis” que significa patologia ou doença. A halitose é, portanto, o mau hálito presente no ar expelido pelos pulmões, pela boca ou pelas narinas. É também conhecida como fedor da boca, hálito fétido, mau hálito, dentre outras denominações.
A halitose deve ser considerada importante por pelo menos três razões: pode ser um fator de restrição social; o medo de possuí-la pode precipitar uma verdadeira neurose; a presença do odor bucal muitas vezes significa presença de alguma anormalidade ou condição doentia, assim sendo, ela pode ser de grande importância no diagnóstico de determinadas doenças.
Há mais de 50 causas possíveis para a halitose. O mau hálito pode ser conseqüência da alimentação, jejum prolongado, má higiene oral, baixo fluxo salivar. Alguns problemas de saúde como prisão de ventre, problemas renais ou hepáticos e diabetes podem acarretar o mau hálito. Outra causa é a saburra lingual, a qual é uma massa bacteriana que pode produzir odor ruim.
Se você sofre de mau hálito crônico há profissionais especializados que podem solucionar o problema. Procure informar-se com seu dentista que poderá lhe indicar uma clínica especializada no tratamento da halitose

20 de mai de 2009

Deve-se dormir com a dentadura?


Durante o uso diário, a dentadura passa um longo período em contato com os tecidos bucais. Dessa forma, é importante que haja um tempo de descanso para reparo e renovação destes tecidos, proporcionando uma melhor circulação sanguínea na região e a ação de limpeza da saliva, que já encontra-se em quantidade diminuída durante o sono. Infecções fúngicas são comuns em pacientes que não tem uma higiene adequada e não removem suas próteses para dormir.
Portanto, sempre higienize muito bem a sua boca e sua dentadura e não esqueça de conservá-la em um copo com água quando for deitar.

O que fazer em perda acidental do dente?

É importante passar estas instruções para a criança, caso um adulto não esteja presente durante um acidente ou lesão na prática de algum esporte que cause a perda de um dente permanente.
Não deixe o dente solto secar. Lave-o delicadamente sem esfregar (apenas para remover algumas sujeiras), depois coloque-o no leite ou em um pano umedecido com leite ou água.Como alternativa, mantenha o dente na boca seguro pela bochecha. Ligue imediatamente para seu dentista e marque uma consulta de emergência. Se o dente for recolocado em até 30 minutos após sua queda há uma chance de 90% de recuperação.

O que é clareamento dental?


Com o passar do tempo e com a ingestão de alimentos que contem corantes, os dentes vão ficando amarelados e com manchas. Dentes brancos e saudáveis são itens importantes na apresentação pessoal, pois passam uma imagem positiva e agradável de limpeza. Um sorriso bonito abre portas, atrai a simpatia das pessoas e é sempre bem recebido. O clareamento dental em consultório é realizado com o auxílio de um gel, cujas moléculas penetram na estrutura dental removendo os pigmentos causadores das manchas. Com o avanço das técnicas e pesquisas na odontologia estética, o clareamento dental tornou-se um tratamento acessível financeiramente.
Consulte um cirurgião dentista e informe-se sobre clareamento dental e as várias soluções para cuidar da beleza de seus dentes.

19 de mai de 2009

O que é disfunção temporomandibular?


..........Segundo a Academia Americana de Dor Orofacial, as DTMs (Disfunções Temporomandibulares) são problemas clínicos envolvendo a Articulação Temporomandibular (ATM), musculatura da mastigação e estruturas associadas, normalmente relatados por sinais e sintomas musculares e articulares, como dor e limitação no movimento mandibular e sons articulares durante a função. A DTM é o processo mais comum apresentado por pacientes que padecem de dores orofaciais crônicas, identificado por dentistas ou profissionais da área médica.
..........As Disfunções Temporomandibulares (DTM) fazem parte de um grupo de dores conhecidas como do tipo musculoesqueletal, as quais apresentam características próprias como: manifestar exacerbação dos sintomas com a função normal e ter sensibilidade dolorosa no local da dor, de forma proporcional à pressão de palpação exercida. Inicialmente, consideradas como um problema relacionado à oclusão, as DTMs podem manifestar-se como sinais e/ou sintomas em grande parte da população. Essa alta prevalência não deve, necessariamente, ser entendida como necessidade de tratamento, visto saber-se que esses processos são, em grande parte, esporádicos e auto-limitantes.

Você sente dores na face, mas não sabe se é portador de Disfunção Temporomandibular. O questionário abaixo poderá auxiliá-lo.

MARQUE UM ‘X” na sua resposta
1-Sente dificuldade para abrir bem a boca?
SIM ÀS VEZES NÃO
2-Sente dificuldade para movimentar sua mandíbula para os lados?
SIM ÀS VEZES NÃO
3-Tem cansaço ou dor muscular quando mastiga?
SIM ÀS VEZES NÃO
4-Sente dores de cabeça com frequência?
SIM ÀS VEZES NÃO
5-Dente dor na nuca ou torcicolo?
SIM ÀS VEZES NÃO
6-Tem dor de ouvido ou nas regiões das articulações (ATM)?
SIM ÁSVEZES NÃO
7-Já notou ruídos nas articulações (ATM)?
SIM ÀS VEZES NÃO
8-Já observou se tem alguns hábitos de apertar e/ou ranger os dentes?
SIM ÀS VEZES NÃO
9-Sente que seus dentes não se articulam bem?
SIM ÀS VEZES NÃO


Para calcular, basta somar os pontos:
- Na resposta sim, você soma 10 pontos.
- Na resposta às vezes, você soma 5 pontos.
- Na resposta não, você soma 0 pontos.
Classificação:
- Se você atingiu de 0 a 15 pontos: não é portador de DCM.
- Se você atingiu de 20 a 35 pontos: pode ser portador de DCM leve.
- Se você atingiu de 40 a 55 pontos: pode ser portador de DCM moderada.
- Se você atingiu de 60 a 90 pontos: pode ser portador de DCM severa.
Você é portador de DTM? Está com dor? Alguns passos poderão ser seguidos para melhorar seus sintomas.

1. Modifique sua dieta
Tente comer alimentos moles como sopa, iogurte, purês, etc... Evite comer alimentos duros e que tenha que mastigar por muito tempo. Não masque chiclete.
2. Não abra muito a boca
Evite bocejar, gritar, cantar e longas sessões no dentista.
3. Use compressas quentes
Aplique calor úmido sobre área dolorida por 20 minutos, 2 a 4 vezes ao dia.
4. Relaxe seus músculos da mandíbula
Tente não apertar seus dentes. Pratique manter sua língua no céu da boca, atrás dos seus dentes da frente, seus lábios juntos e dentes separados.
5. Mantenha boa postura
Mantendo boa postura de cabeça, pescoço e costas irá ajudar a relaxar seus músculos da mandíbula.
6. Melhore seu sono
Tente ter um sono necessário para descansar. Evite dormir “de bruço” ou em outras posições que estirem seus músculos da mandíbula e pescoço.
7. Alongamento Cervical
Realize exercícios de alongamento dos músculos do pescoço, quando tomando banho em água morna.
8. Pratique exercícios aeróbicos
Caminhadas e hidroginástica são excelentes meios de ajudar a combater a sua dor, além de melhorar a sua saúde geral.

IMPORTANTE: ESTES ESCLARECIMENTOS NÃO SUBSTITUEM O EXAME E TRATAMENTO REALIZADO POR UM CIRURGIÃO- DENTISTA ESPECIALISTA EM DOR OROFACIAL E DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR. DTM NÃO TRATADA OU TRATADA INCORRETAMENTE PODERÁ CAUSAR PROBLEMAS IRREVERSÍVEIS.